Destaques
Campeão Indiscutível

Campeão Indiscutível

Uma das maiores vantagens de um campeonato por pontos corridos é que o vencedor costuma ser indiscutível. A exceção, quando ocorrer, é mais por alguma ...

Veja mais

Quando o 100% Não é o Bastante

Quando o 100% Não é o Bastante

O futebol muda muito rapidamente em vários aspectos. Nenhuma fase boa dura para sempre, e nem um mau momento é eterno. Portanto, de modo geral, ...

Veja mais

Internacional na Libertadores 2006

Internacional na Libertadores 2006

É inegável que os colorados estão tendo um 2016 triste e frustrante. O Internacional vem colecionando derrotas e recordes negativos. Lutar contra o rebaixamento é ...

Veja mais

O STJD e um alerta para alguns clubes

O STJD e um alerta para alguns clubes

O futebol brasileiro roda, roda, roda e continua cometendo os mesmos erros de sempre. Chega a ser cansativo! Mas novamente temos o STJD entrando em ...

Veja mais

Curtinhas do Mundo da Bola

Curtinhas do Mundo da Bola

A coluna de hoje vai ser no estilo curtinhas. E começo pela seleção brasileira. O Tite consegui 4 vitórias nos primeiros jogos e o Brasil ...

Veja mais

Fim de Uma Era

Fim de Uma Era

Depois de 22 anos o jornalista José Trajano foi demitido da ESPN Brasil na última semana. Após ser diretor do canal e responsável pela formação ...

Veja mais

Posts Tagged ‘oitavas de final’

PostHeaderIcon Uma Nova Libertadores

Ontem (21/4) ficaram definidos os classificados para as Oitavas de Final da Taça Libertadores. Dos 5 brasileiros, apenas o Palmeiras ficou de fora. E de maneira bem antecipada. A derrota em casa para o Nacional do Uruguai foi fundamental nessa caminhada abreviada e a culpa foi toda jogada em cima do ex-treinador Marcelo Oliveira. É evidente que o trabalho dele não foi brilhante e ele não conseguiu dar um padrão de jogo para a equipe verde. Mas o excesso de contratações, algumas discutíveis do ponto de vista técnico, também atrapalharam o entrosamento da equipe, que poderia ter ido mais longe, mas ficou pelo caminho.

Por outro lado o Corinthians e Atlético/MG passaram sem maiores sustos em seus grupos. O time paulista sofreu um desmanche no início do ano, mas vive um ciclo positivo tão intenso e seu treinador Tite têm tanta liberdade para poder moldar a equipe à sua maneira que os reforços que chegam encontram a tranquilidade necessária para poder render, mesmo que em alguns casos, sejam de qualidade técnica inferior ao que estavam anteriormente na equipe.

O Atlético/MG conta com uma base que vem junta até desde 2012, e foi sendo reforçada ao passar do tempo. Porém o treinador Diego Aguirre, assim como aconteceu no Internacional, sofre alguma contestação por não ser um técnico que mantém o mesmo time sempre em campo, gostando de fazer o tão falado “rodízio” entre os atletas. Já comentamos sobre isso aqui no blog e acho que o uruguaio sofre um pouco por ser de fora e por tentar implantar algo que pode ser útil à nossa cultura. libertadores bola parada

Por sua vez o Grêmio pegou um grupo difícil e o técnico Roger Machado sofreu as primeiras críticas no começo da competição. Ele pôde ver como é fácil alguém tão exaltado no ano passado ter boa parte da mesma mídia – que o venerava a pouco tempo – até mesmo jogando contra em alguns momentos. Antes do empate contra o San Lorenzo fora de casa, muita gente (de forma absurda) começou a questionar a permanência dele no cargo! Mas como o resultado muda tudo no futebol, o time gaúcho conseguiu a classificação, o que é um mérito para um elenco não tão numeroso e que joga sempre no limite para conseguir seus resultados.

Esse limite que falta (e na verdade ainda nem sabemos qual é) ao São Paulo. É um time que até possui um elenco de qualidade, mas muito desequilibrado em alguns setores, principalmente na defesa. Começou mal a competição, conseguiu duas vitórias em casa e precisou contar com a ajuda do Trujillanos, que venceu o The Strongest, para conseguir passar de fase. Edgardo Bauza é um treinador mais conservador no estilo e no ritmo das mudanças na equipe, mas tem competência para imprimi-las. A questão aí parece ser muito mais os problemas dentro de campo.

*****

Você pode se perguntar se não darei palpites para os jogos das oitavas. Não farei porque o equilíbrio entre as equipes é muito grande, além do fato de que não acompanhei a fundo alguns dos times que passaram de fase, como o Pumas do México. Dos que eu vi jogar o Nacional de Medelín foi o que mais me agradou, não só por ter feito a melhor campanha em número de pontos. O time mostrou bom valores como o volante Mejía e o jovem atacante Marlos Moreno, uma grata revelação do torneio até aqui.

Em relação aos jogos dos brasileiros, todos pegaram adversários complicados. O Corinthians parece ser o time que pode se impor com um pouco mais de facilidade, mas mesmo assim pega o Nacional do Uruguai que complicou a vida do Palmeiras. Os outros jogos são ainda mais equilibrados e portanto vai depender muito da primeira partida de cada um. E o fato de em todos os parágrafos do texto sobre os times brasileiros eu ter citado o treinador de cada um mostra que ainda não apareceu um jogador que possa ser predominante. Agora de fato realmente é uma outra competição.

Share Button

PostHeaderIcon Libertadores: Alívio, Classificação e Pedreiras

E no fim das contas os 5 times brasileiros da Libertadores conseguiram passar de fase na competição Sul-Americana. Mesmo que sem jogar um futebol maravilhoso Inter e Cruzeiro conseguiram avançar liderando seus grupos. O Corinthians depois de ser muito exaltado pela mídia de modo geral, mostrou queda de rendimento no últimos jogos, mas se classificou em primeiro lugar sem maiores problemas. E de forma complicada e um pouco dramática São Paulo e Atlético/MG avançaram no apagar das luzes da primeira fase. são paulo libertadores 2015 bola parada

O time paulista não resolveu grande parte dos seus problemas. Continua sem treinador depois da saída de Muricy e Milton Cruz é um interino em quem praticamente ninguém confia como técnico principal (eu inclusive). O time continua lento na saída de bola e sem grande segurança defensiva nas laterais. Continua a confiar num jogador (Luis Fabiano) que pode deixar o time na mão a qualquer momento ao ser expulso por uma bobagem, como foi o caso no clássico contra o Corinthians. Em que pese ele ter feito o primeiro gol da partida, não dá para acreditar que ele sempre será decisivo. Ao menos no jogo em que valeu a classificação o time mostrou mais vontade e conseguiu acuar o alvinegro em seu campo, mesmo antes da (injusta) expulsão de Emerson Sheik. Hudson e Michel Bastos, os melhores jogadores do time no ano, foram bem mais uma vez.

Agora o Tricolor pega o Cruzeiro, equipe que tem um histórico de resultados ruins contra os paulistas, ainda que o time azul já tenha vencido o duelo entre os dois na Libertadores de 2009. O Cruzeiro ainda está se remontando após perder os seus três principais jogadores no início do ano (Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart e Lucas Silva). Veio o uruguaio De Arrascaeta, que tem confirmado os prognósticos otimistas e vem jogando muito bem; além do que Leandro Damião recuperou, surpreendentemente, o seu faro de gol e tem feito os seus. Porém o time não mostra uma consistência no seu futebol e as outras opções do elenco ainda estão devendo melhor desempenho. É um confronto bem equilibrado, ainda que o Cruzeiro tenha um trabalho mais consistente no banco de reservas com o Marcelo Oliveira. Vai depender muito do que o São Paulo vai fazer, quem vai comandar o time e se o futebol de maior esforço mostrado contra o Corinthians será o suficiente, já que algumas boas opções de banco como Boschilia e Centurión não vem sendo tão usados como poderiam…

*****

O Corinthians deu a impressão em algum momento da partida de estar satisfeito em estar perdendo de 2×0. Com esse placar o time não enfrentaria mais o Atlético/MG e sim o Guarani do Paraguai. Evidentemente que, no papel, é muito melhor pegar a equipe paraguaia, mas isso denota aquela velha arrogância brasileira contra rivais não-argentinos e/ou uruguaios quando se trata de Libertadores. O Guarani derrotou o Racing na primeira fase, ou seja, não é uma equipe que possa ser desprezada de véspera. Além disso o time corinthiano precisa encontrar alternativas para alguns defeitos. A bola aérea defensiva mostra um lado vulnerável do time de Tite e a ausência de Guerrero tem sido péssima para a equipe, pois o poder de decisão cai consideravelmente.

Acho que os elogios ao Corinthians nos últimos tempos foram exagerados. Muito pelo estilo da mídia de supervalorizar tudo que acontece nos “times do povo” como são o alvinegro paulista, o Flamengo, o próprio Atlético/MG…Mas não podemos negar que é uma equipe com condição de ir bem no torneio continental, desde que não ache que é auto-suficiente.

*****

O Atlético/MG vive novamente um bom momento. Mostra-se confiante e possui um time que luta por cada bola. O placar do jogo contra o Colo-Colo não reflete a superioridade que teve contra os chilenos. Possui um jogador incansável (Luan), um bom armador (Dátolo) e um centroavante perigosíssimo (Pratto). É um adversário indigesto para qualquer um. Só que a defesa do time, com exceção do goleiro Victor, não acompanha o nível do restante do time. E agora terá de construir o resultado primeiramente em casa contra um adversário também muito forte. internacional porto alegre atlético mineiro bola parada

Mesmo sendo muito criticado pela mídia, Diego Aguirre vem fazendo um trabalho interessante no Inter de Porto Alegre. A rotação do elenco, tão comum nos plantéis europeus, vira caso de intensa discussão aqui no Brasil (sem necessidade). Depois de um início preocupante, a equipe mostrou-se mais consistente e mostra a evolução de alguns jovens como Eduardo Sasha e Valdívia (o que não é chileno…), além da presença importante de D’alessandro e Alex. É mais um confronto complicado, até porque o limite desse time atleticano parece ser meio desconhecido…

*****

Além dos confrontos brasileiros, teremos Boca Juniors e River Plate logo nas oitavas, o que anula praticamente todo favoritismo que os Xeneizes pudessem vir a ter por terem feito a melhor campanha…O Racing é quem tem um confronto, em tese, mais tranquilo, contra o Montevideo Wanderers, assim como o Tigres do México, que pega o Sucre da Bolívia. De toda maneira é uma competição equilibradíssima, pois ainda temos mais equipes que podem complicar para os chamados favoritos, como o Santa Fé, o Estudiantes (que não fez uma grande primeira fase, mas pode crescer na competição) e o Nacional de Medelín. tabela libertadores 2015 bola parada

Só para terminar com um registro desagradável: A torcida do São Paulo que foi ao Morumbi resolveu imitar os corinthianos que gritam “Bicha!” toda vez que Rogério bate tiro de meta em partidas com mando do Corinthians. Fizeram o mesmo com o goleiro Cássio. Prova definitiva que imbecilidade e burrice não escolhem cor de camisa ou time para existir…

Share Button

PostHeaderIcon Confrontos das Oitavas de Final da UEFA Champions League

Foram definidos na última segunda (15/12) os confrontos da próxima fase da UEFA Champions League. Após o fim da fase de grupos, vemos que a maioria dos favoritos continua na disputa, com destaque para Bayern d Munique e Real Madrid, os times mais fortes do mundo nesse ano que se encerra. Eles continuam favoritos para o restante da temporada. Ainda que, claro, surpresas possam acontecer, elas são equipes entrosadas e muito bem treinadas, ou seja, vai ser difícil vencê-las.

Na etapa de grupos da Champions podemos destacar como decepções a má performance do Liverpool, que com a venda de Suárez (bom dinheiro para o clube, mas que veio “na hora errada”) e a contusão do Sturridge se tornou um time comum. O Galatasaray da Turquia, mesmo com a chegada de Cesare Prandelli, não se acertou em nenhum momento (tanto que o técnico italiano já saiu do comando da equipe…) Benfica e Zenit também ficaram pelo caminho, num grupo em que as forças se equivaliam (com Leverkusen e Mônaco). O Athletic de Bilbao também poderia ter incomodado mais no grupo H. Mas no geral as melhores equipes passaram adiante.bayern de munique real madrid bola parada

Vamos então com uma pequena análise dos confrontos que vêm por aí (quem está em segundo posto no duelo faz a segunda partida em casa):

Paris Saint-Germain-FRA x Chelsea-ING: Confronto dos “novos ricos”, que contam com grandes elencos, mas que jogam futebol bem distintos nesse momento da temporada. O Chelsea com um time titular bem azeitado depois das chegadas de Fábregas e Diego Costa, mostra boa intensidade, velocidade e técnica. O PSG por sua vez tem um bom elenco, mas ainda é um time que não convence, parecendo atuar muitas vezes em baixa rotação. PALPITE: CHELSEA

Shakthar Donetsk-UCR x Bayern de Munique-ALE: O time dos “brasileiros” (do meio para a frente) se classificou sem problema em seu grupo, mas não parece ser páreo para o Bayern de Guardiola que tem uma defesa que levou apenas 3 gols em 16 jogos no Campeonato Alemão. Além disso reforçou bem seu elenco em todos os setores; Benatia, Xabi Alonso e Lewandowski foram grandes aquisições para o já fortíssimo time alemão. PALPITE: BAYERN

Schalke 04-ALE x Real Madrid-ESP: O confronto mais desequilibrado das oitavas. O Real Madrid, mesmo sem Di Maria e Xabi Alonso ficou mais forte que o da temporada passada, graças ao ótimo trabalho de Ancelotti, que faz com que o time seja ofensivo e competente no meio campo. O Schalke já trocou de técnico nessa temporada, agora está com Roberto Di Matteo, ex-Chelsea, mas não deve ser suficiente para parar o time espanhol. PALPITE: REAL MADRID

Basel-SUI x Porto-POR: O Porto conta com o técnico Julen Lopetegui, ex-treinador das categorias de base da Seleção Espanhola. Joga com 3 atacantes, incluindo o argelino Brahimi e o colombiano Jackson Martínez. O Basel é um time que já vem com uma base de outras temporadas, com destaque para o meia suíço Fabian Frei. É o confronto mais equilibrado, mas penso que o time suíço é mais organizado e tem um entrosamento maior. PALPITE: BASELbarcelona manchester city bola parada

Manchester City-ING x Barcelona-ESP: O Barcelona conta com mais talento individual; Messi, Neymar e Suárez podem decidir o confronto. Mas até agora o time não conseguiu acertar totalmente sua defesa, mesmo com algumas contratações como Mathieu e Vermaleen (que nem conseguiu estrear devido às contusões). O Manchester City não trouxe grandes reforços; o principal deles, Lampard, já deve sair para jogar nos EUA. Mas tem uma base forte e vem de uma recuperação grande no grupo E, eliminando a Roma. PALPITE (ARRISCADO): MANCHESTER CITY

Juventus-ITA x Borussia Dortmund-ALE: A Juventus continua sobrando no Campeonato Italiano, mas ainda não mostra um futebol confiável do meio para a frente. Muitas vezes têm dificuldades para definir os jogos. Mesmo com a presença de Tevez o time se ressente de outro grande atacante. O Borussia Dortmund é um time insinuante, mas sofre com as contusões e com a defesa fraca, tanto que faz uma campanha horrível no Campeonato Alemão. É um confronto equilibrado, mas pelo momento o time italiano larga um pouco na frente (pela instabilidade atual do Dortmund). PALPITE: JUVENTUS

Bayer Leverkusen-ALE x Atlético de Madrid-ESP: O time do Leverkusen é interessante, tem bons valores jovens como Calhanoglu, Son e Kiessling. Mas ainda não mostra o lastro necessário para comandar uma grande competição. Não tem conseguido nem mesmo ser uma sombra (ainda que distante) do Bayern na Bundesliga. O Atlético de Madrid se reforçou para essa temporada, tentando suprir as grandes perdas que teve, começando pelo gol com o Courtois. Continua no seu estilo de jogo, apostando na força tática. Não é bonito de se ver, mas deve garantir ao menos a vitória nesse confronto. PALPITE: ATLÉTICO DE MADRID

Arsenal-ING x Monaco-FRA: Em tese, o time inglês deu sorte dessa vez no emparelhamento de confrontos. Mas isso para um time tão irregular como é o Arsenal não significa tudo. A equipe tem dependido muito de Aléxis Sanchez e perde pontos bobos em casa. O Mônaco avançou com uma defesa forte, tomando apenas 2 gols. E tem alguns bons jogadores como João Moutinho e Berbatov. É bom os torcedores dos Gunners não contarem com a vitória antes da hora. PALPITE (COM OS DOIS PÉS ATRÁS): ARSENAL

Share Button

PostHeaderIcon Mineirão 24/6/2014 (e mais Copa…)

Fui ontem (24/6) novamente ao Mineirão assistir Costa Rica x Inglaterra pela Copa do Mundo. Como entrei pelo outro lado em relação ao jogo Colômbia x Grécia, senti algumas diferenças em comparação com o que eu tinha visto na partida anterior.

A primeira diferença foi feita por mim mesmo: preferi utilizar o transporte público “convencional” para ir ao estádio, com uma linha comum que passa até na Avenida Antonio Carlos, próximo à UFMG. Paguei R$2,85 e como fui cedo e era ponto facultativo na cidade, cheguei sem maiores problemas, por volta das 9 horas na região da Pampulha. Depois fui caminhando por mais ou menos 2km até chegar ao portão F.

A entrada se deu normalmente às 10 da manhã, com tranquilidade pois havia mais guichês à disposição da fiscalização de pertences. No setor também havia a “Faz Zone” da FIFA com alguns eventos dos patrocinadores e um espaço maior de circulação. Lá finalmente consegui experimentar o famoso Feijão Tropeiro do Mineirão, por RS 15. Inclusive, dentro da área das arquibancadas havia uma tenda em que era vendido a boa iguaria, mesmo com a bola rolando. Para mim que comeu pela primeira vez no estádio estava bom, ainda que, na opinião de quem frequenta o campo a mais tempo, ele já foi melhor.

De modo geral, talvez até pelo clima do jogo, que não decidia tanto, foi bem tranquila a chegada e também a saída, pois também resolvi voltar para o centro de BH em transporte normal, novamente pagando R$2,85. Vi as plataformas do transporte MOVE, que já havia falado no relato do outro jogo, mas estavam muito cheias, com muitas filas e com guichês distantes para se comprar a passagem de volta ao centro (pelo mesmo preço). Resolvi andar um pouquinho mais e pegar um ônibus comum, com menos fila.

No geral então penso que foi mais tranquila a ida no estádio desta vez. Achei mais organizado o sistema dentro do Mineirão, com funcionários mais informados sobre os procedimentos, Ah, e desta vez tinha lanche, pelo menos durante o primeiro tempo, quando eu pesquisei. Com todos os “poréns” FIFA, valeu a pena.

*****

Sobre o jogo em si, me decepcionei um pouco com a Costa Rica. Claro que era uma partida em que o empate servia para eles, mas vi um time sem muito recurso técnico, com exceção do meia Bryan Ruiz, que mostrou ótimo toque de bola. Bolaños entrou no segundo tempo e pouco fez, assim como o badalado Campbell. Esses três são os que jogam mais à frente, com os outros jogadores se preocupando mais em marcar e aí falta um pouco de qualidade, com exceção do volantes Borges e principalmente do goleiro Navas, que foi eleito o melhor em campo. Não que ele tenha feito defesas muito complicadas, mas foi seguro sempre que foi exigido. costa rica grécia bola parada

Não vi o jogo inteiro entre Costa Rica x Uruguai, só cheguei em casa quando já estava 2×1. Mas vi o time caribenho contra Itália e agora contra os ingleses. Observando a experiência e o estilo do time da Grécia, o surpreendente adversário nas quartas de final, acho um jogo bem complicado de se apontar um favorito. Se os animados costa-riquenhos entrarem achando que vão atropelar, podem ter uma surpresa desagradável.

*****

james rodriguez copa 2014 bola paradaDesagradável assim como mais uma atitude impensada de Luis Suárez. Por mais que ele não tenha dado suas “dentadas” em Chiellini, o ato de tentar acertar uma cabeçada pode ser fatal para ele (que já tem um histórico contrário) e para as pretensões uruguaias na Copa. Obviamente não vi o jogo entre italianos e uruguaios na íntegra, só os melhores momentos. Mas penso que o Uruguai terá muitas dificuldades em conter a Colômbia, que vem jogando um futebol de bom toque de bola. No jogo em que vi no Mineirão achei o time exagerando na firula em alguns momentos. Isso pode ser um fator complicador no grande jogo de sábado no Maracanã. Mas o time tem recurso, até mesmo no banco com Guarín, Jackson Martinez e Adrián Ramos, como vimos ontem contra o Japão, para ter uma boa performance ofensiva. Mas evidentemente o grande destaque da equipe até agora é James Rodríguez, um meia inteligente e que chega bem na área. O Uruguai tem força, mas precisará de mais inteligência (o que faltou à “Luisito”) e qualidade para superar os colombianos.

(só para registrar: Sobre Itália e Inglaterra, eliminados no “grupo da morte”, e da Costa do Marfim falaremos mais em outro texto…)

*****

holanda méxico copa 2014 bola paradaComo disse no texto anterior, gostei muito do time da França. Achei o time de Deschamps mais completo que o Chile e mesmo que a Holanda, que me convenceu mais justamente na partida contra os chilenos, onde foi mais completa em campo tanto no ataque quanto principalmente na defesa.

Porém, acho que os holandeses correm certo risco contra os mexicanos, que jogam sem muita responsabilidade e terão maciço apoio da torcida. São favoritos e Robben obviamente vem jogando muito, mas é um jogo complicado.

neymar copa 2014 bola paradaSobre Brasil x Chile: por mais que os chilenos tenham bom toque de bola e ofensividade, é o melhor adversário para o time de Felipão, que pode aproveitar a debilidade defensiva do time de Sampaoli. Sem dúvida que Paulinho vem mal e Fernandinho entrou bem, mas é bom lembrar que ele entrou em um jogo contra um time eliminado, com o Brasil ganhando. Mas pela temporada e pelo momento é justo que a troca seja feita. Porém o time brasileiro ainda não consegue reter a bola de uma maneira a evitar certos sustos. Caso avance depois do jogo de sábado, isso pode ser ainda mais necessário. Neymar fez um grande primeiro tempo, mas o time não pode (ou não poderia) depender apenas dele.

*****

Segue agora uma pequena galeria de fotos que bati ontem no Mineirão.

Share Button

PostHeaderIcon Palpites para as Oitavas da Liga dos Campeões

Foram definidos os confrontos das oitavas de final da Uefa Champions League. As partidas de ida acontecem entre os dias 18-19 e 25-26 de fevereiro, e as de volta estão programadas entre os dias 11-12 e 18-19 de março do próximo ano.

Na primeira fase o colunista que vos escreve deu seus palpites de classificados (podem relembrar vendo aqui). Posso dizer que não esperava o mau desempenho da Real Sociedad no grupo A. A classificação do Bayer Leverkusen me surpreendeu. O Galatasaray tirar a Juventus não chega a ser um absurdo pelos bons e experientes jogadores que o time turco possui. No chamado “grupo da morte” o Napoli acabou por não conseguir um bom resultado fora de casa e acabou eliminado por Borussia Dortmund e Arsenal. No mais a coisa seguiu mais ou menos o roteiro esperado. Sendo assim deixo agora meus palpites para o primeiro mata-mata de 2014.

MANCHESTER CITY x BARCELONA: Grande jogo das oitavas. O City vem jogando muito bem em casa, impondo derrotas para grandes adversários, como o Man. United, Tottenham e o Arsenal. Negredo vem atuando bem como centroavante e Aguero e Yayá Touré continuam desequilibrando para os Citzens. O Barcelona ainda continua com seus problemas que são escondidos desde a época de Guardiola. Falta um zagueiro de maior porte físico e qualidade para atuar com Piqué e um centroavante para tentar quebrar retrancas. Mesmo assim, o time segue forte, com Neymar se adaptando à equipe, mas precisará contar com Messi recuperado para poder vencer o forte time inglês. Para sorte dos catalães, ele deve voltar em janeiro. PALPITE (com muito receio): BARCELONA

MILAN x ATLÉTICO DE MADRID: O time italiano sofre com a falta de qualidade em vários setores (laterais, zaga e na falta de companhia para Kaká na armação de jogadas) e se vale muito da consistência tática de Massimiliano Allegri, que vai fazendo o que pode com um elenco limitado. Porém o Atlético de Madrid vem em grande fase sob o comando de Simeone, que montou uma equipe aguerrida, mas letal nos contra-ataques, com destaque para Arda Turan e Diego Costa. PALPITE: ATLÉTICO DE MADRID sneijder drogba bola parada

GALATASARAY x CHELSEA: O time inglês é novo com jogadores de talento, como Mata, Hazard, Oscar, entre outros; tem centroavantes de fama como Eto’o e Fernando Torres; mas apresenta uma inconsistência defensiva muito grande nessa temporada, o que é raro em se tratando de equipes de José Mourinho. O time turco tem experiência e qualidade com jogadores como Sneijder e Drogba, e pode tentar reverter o quadro no primeiro jogo na Turquia. PALPITE (“MEIA-ZEBRA”): GALATASARAY

ZENIT X BORUSSIA DORTMUND: Talvez o jogo de mais fácil prognóstico; o time russo fez uma fraca primeira fase, se classificando com apenas 6 pontos (sendo que o Napoli ficou de fora com 12…). Caso o Borussia tenha sua retaguarda um pouco mais livre de lesões, Lewandowski, Reus e companhia devem dar conta do recado na frente: PALPITE: BORUSSIA DORTMUND

OLYMPIACOS X MANCHESTER UNITED: O Olympiacos talvez seja o adversário com menor qualidade técnica dos 16 classificados. Passou em um grupo em que tínhamos o Benfica em péssimo momento e o Anderlecht que normalmente é figurante na UCL. Tem o artilheiro Mitroglou em fase inspirada, mas o time é mais transpiração do que inspiração. O Manchester United ainda não mostrou um grande futebol com David Moyes, depende muito da dupla Rooney – Van Persie, mas deve passar pelos gregos. PALPITE: MANCHESTER UNITED

BAYER LEVERKUSEN X PSG: O time alemão foi a grande surpresa da primeira fase; mesmo perdendo em casa por 5×0 do Man. United conseguiu eliminar o favorito Shaktar e mostrou algumas vezes um bom futebol com os jovens Kiessling, Sidney Sam e o sul-coreano Son. Porém o PSG parece mais “cascudo” nessa temporada e além de Ibrahimovic, tem agora Cavani para decidir os jogos complicados. Para avançar deve ser o suficiente. PALPITE: PSG

SCHALKE 04 X REAL MADRID: O Schalke é um time estranho; consegue algumas vitórias inesperadas (foi semifinalista da UCL em 2011) e consegue perder jogos mais incríveis ainda, onde em tese seria favorito. Se classificou quando a maioria esperava que o Basel passaria, depois do time suiço ter vencido o Chelsea duas vezes. Porém, mesmo com o alemão Draxler jogando demais, o time não deve ser páreo para o Real Madrid, com Cristiano Ronaldo e Bale mais entrosados. Ainda que a defesa provoque calafrios no torcedor madridista, o time merengue deve passar. PALPITE: REAL MADRID arsene wenger bola parada

ARSENAL X BAYERN DE MUNIQUE: Será que é desta vez que o Arsenal supera sua crise de confiança que já dura tanto tempo? Na Champions ela existe desde sempre, pois o time londrino nunca foi campeão. Atual líder do inglês e reforçado com a contratação certeira de Ozil para o meio campo, a equipe de Wenger vem decepcionando nos jogos “grandes”. A distância para os maiores rivais vem caindo rodada a rodada. E para piorar enfrenta o atual campeão Europeu; Schweinsteiger e Robben já devem estar recuperados de suas contusões e o Bayern navega tranquilo no Campeonato Alemão…Ou seja, tudo indica que o Arsenal terá de adiar o “pojeto” de título na Europa…PALPITE: BAYERN DE MUNIQUE

Share Button

  • Enquete

    • Qual clube corre mais risco de rebaixamento?

      Veja Resultados

      Loading ... Loading ...