Arquivos
Busca
Nossa Newsletter
Bola Parada Feed

Destaques
Campeão Indiscutível

Campeão Indiscutível

Uma das maiores vantagens de um campeonato por pontos corridos é que o vencedor costuma ser indiscutível. A exceção, quando ocorrer, é mais por alguma ...

Veja mais

Quando o 100% Não é o Bastante

Quando o 100% Não é o Bastante

O futebol muda muito rapidamente em vários aspectos. Nenhuma fase boa dura para sempre, e nem um mau momento é eterno. Portanto, de modo geral, ...

Veja mais

Internacional na Libertadores 2006

Internacional na Libertadores 2006

É inegável que os colorados estão tendo um 2016 triste e frustrante. O Internacional vem colecionando derrotas e recordes negativos. Lutar contra o rebaixamento é ...

Veja mais

O STJD e um alerta para alguns clubes

O STJD e um alerta para alguns clubes

O futebol brasileiro roda, roda, roda e continua cometendo os mesmos erros de sempre. Chega a ser cansativo! Mas novamente temos o STJD entrando em ...

Veja mais

Curtinhas do Mundo da Bola

Curtinhas do Mundo da Bola

A coluna de hoje vai ser no estilo curtinhas. E começo pela seleção brasileira. O Tite consegui 4 vitórias nos primeiros jogos e o Brasil ...

Veja mais

Fim de Uma Era

Fim de Uma Era

Depois de 22 anos o jornalista José Trajano foi demitido da ESPN Brasil na última semana. Após ser diretor do canal e responsável pela formação ...

Veja mais

Posts Tagged ‘Botafogo’

PostHeaderIcon O STJD e um alerta para alguns clubes

O futebol brasileiro roda, roda, roda e continua cometendo os mesmos erros de sempre. Chega a ser cansativo! Mas novamente temos o STJD entrando em campo e sendo usado para tentar alterar resultados. O Fluminense e o Figueirense são aos autores das reclamações à justiça esportiva. E ambas as ações são muito questionáveis.

Não vou entrar no mérito das ações no STJD; odeio essa parte jurídica. Também sou contra usar imagens de TV em momentos convenientes. Ou se usa a TV em todos os jogos, ou em nenhum. E no momento o regulamento não permite essa ajuda externa. Mas é óbvio que a arbitragem do Fla-Flu teve interferência externa. Foi um casuísmo. E isso não pode ser aceitado. É injusto com todos os outros casos de clubes prejudicados por erros claros da arbitragem.

Mas, infelizmente, o futebol segue o caminho da judicialização, fato corriqueiro em nossa sociedade. E como costumam brincar na internet: Gol da Alemanha!!

* * * * *

O Vasco foi um daqueles times que se enganou com o resultado do Estadual e uma invencibilidade de trinta e tantos jogos no começo do ano. Era uma situação fantasiosa. E hoje o clube vive um momento mais real. E a realidade é mais dura que a fantasia.

Acredito que o Vasco vai subir para a Série A, ainda que sofrendo. Mas o problema do clube não é só voltar pra 1ª divisão. O Vasco precisa voltar a ser grande. O Vasco não pode ser do tamanho do Eurico, do Roberto ou de pessoas deste nível. O Vasco é muito maior. Mas vai continuar pequeno se for dirigido por pessoas pequenas. Fica o alerta!

* * * * *
botafogo
Já o Botafogo, que virou o queridinho dos analistas e comentaristas de plantão, poderia estar numa situação ainda pior que o Vasco. Mas hoje é a surpresa do Brasileirão. Todos os jornais, sites e emissoras já fizeram sua análise sobre os motivos dessa recuperação do clube. A explicação é até simples:

– Equilíbrio financeiro, com os salários pagos em dia;
– O Jair Ventura conseguiu melhorar o desempenho da defesa e aproveitar melhor os jogadores do elenco; que não é essa maravilha toda;
– Alguns reforços de última hora qualificaram mais o grupo e tem sido decisivos;
– O estádio da Ilha, chamado de “arena Botafogo”, está servindo de casa durante a falta do estádio Nilton Santos.
– O elenco esbanja disposição e o ambiente interno parece muito bom.

Mas não podemos esquecer dos erros cometidos pela atual gestão do Botafogo. Principalmente na contratação de jogadores fracos e que só pesam na folha salarial. Para um clube com orçamento tão curto, é uma falha pesada. Outro ponto são os contratos curtos e sem uma multa alta. Ano que vem o clube deve perder vários jogadores. Fica o alerta!

* * * * *

Ninguém duvida que o Cruzeiro, São Paulo e Internacional são grandes clubes. Isso é óbvio! Mas o fato de ser grande não lhe permite fazer grandes bobagens e sair impune. O desempenho dos 3 neste Brasileirão é fruto de vários erros. De falta de planejamento e de mudanças no planejamento. Se a gente olhar o custo da folha ou o valor dos elencos, o resultado é ainda mais desanimador. Pífio!

Não estou dizendo isso baseado em achismo. Outro dia vi uma estatística mostrando quanto custou cada ponto no Brasileirão, em relação ao valor do elenco e ao custo mensal. O trio que eu citei, junto do Palmeiras, Flamengo e Atlético, são os que mais gastam. Mas o resultado de um trio é muito diferente do outro. Então não basta pensar apenas no orçamento ou confiar no peso da camisa. Isso é importante, mas não é tudo. Fica o alerta!

Share Button

PostHeaderIcon Crises Anunciadas

Já estamos perto do final do 1º turno do Brasileirão e é possível definir em qual patamar cada clube vai brigar. Ou quase, ainda temos jogadores chegando e outros saindo. Agosto será longo. E doloroso para muitos torcedores.

No começo do campeonato eu coloquei o São Paulo e Internacional na minha lista de candidatos ao título. E eram, em teoria. Mas a prática seguiu para o sentido contrário. O Inter focou inteiramente na Libertadores. O Brasileirão virou o “plano B”. Como se o Campeonato Brasileiro pudesse ficar em 2º plano pra algum de nossos clubes. E o Inter acabou tropeçando na mesma pedra de outros anos (e times). Foi eliminado, justamente, pelo Tigres e agora está sem rumo.
brasileiro-15-2
Só posso concluir que o Inter não tinha um plano B. Tanto é que agora só se fala em enxugar a folha salarial e vender quem tiver mercado. Fica claro que houve um erro na montagem do time e na perspectiva pro ano. O novo rumo denota uma falta de opção, não um objetivo planejado.

O São Paulo incorreu numa falha parecida. Começou o ano contratando jogadores caros e deixando a base em 2º plano. Nem parece que a diretoria que inciou em Janeiro é a mesma de hoje. É muito estranho que só agora tenham acordado pras dívidas e pra folha cara. Igualmente ilógico ver que agora querem dar espaço pros jovens de Cotia. Até pouco tempo o clube tentava a contratação definitiva do Pato e do Dória. Desistiu. E o pior, já pensa em vender o Boschilia. Que planejamento é esse? Mais parece aquela brincadeira sobre o sujeito que não sabe se casa ou se compra uma bicicleta.

* * * * *

A situação do Vasco não é surpresa pra ninguém. Pelo menos pra quem não é um torcedor fanático. Eu vi alguns jogos do clube, especialmente os 2 últimos. Duas derrotas impactantes. O desempenho do Vasco me lembrou daquela turma que sempre repete aquela frase surrada: “Os Estaduais só servem pra iludir alguns torcedores”.

Quem usa essa afirmação não está tão preocupado com a ilusão de alguns. O objetivo é outro, mas eles adoram usar a frase. Acontece que temos gente se iludindo com muitas outras coisas. É o caso do Vasco, que se iludiu com 2 vitórias pela Copa do Brasil. Mas o Vasco não joga contra o América-RN toda semana. O Brasileirão é outro patamar. E não creio que o clube tenha capacidade pra se segurar na Série A. Se conseguir, pode comemorar. Será um “título”.

* * * * *

Já o “título” do Botafogo é a volta pra Série A. Mas o clube anda fazendo força pra se complicar nessa tarefa. O time vinha vencendo, mesmo sem brilhar. Deu a impressão que não teria grandes sustos na travessia. Mas acabou perdendo alguns jogadores importantes (Pimpão e Gilberto), e outros não tão importantes. Depois ocorreu uma confusa demissão do técnico Renê Simões. E o rendimento dentro de campo está muito abaixo do esperado.

Hoje sabemos o real motivo da demissão do Renê. A direção, além de não conseguir segurar peças de um elenco apenas mediano, resolveu interferir nas escolhas do treinador. Não digo que o Renê estivesse 100% certo, mas as interferências eram 90% erradas. Pelo que se viu após a demissão do ex-técnico, a diretoria impôs a sua vontade. Parece mais interessada em colocar alguns jogadores na vitrine, do que em subir pra Série A. Os reforços trazidos denotam uma total falta de conhecimento da situação. Ou coisa pior.

Hoje o Botafogo vive num cenário muito nebuloso, e sem perspectiva de melhora. Continuar na segunda divisão pode ser o início do fim. Subir um degrau é difícil, descer alguns é facílimo!

Share Button

PostHeaderIcon O Dentista Desmascarado

Ninguém pode se dizer surpreso com a atual situação do Botafogo. Nem o mais fanático dos torcedores. Nem o nosso estimado PVC, que sepultou definitivamente (espero) a sua teoria dos degraus. O Botafogo subiu um degrau, voltando a participar da Libertadores. E termina o ano despencando 5, com um inevitável rebaixamento.

No começo do Brasileirão eu fiz uma relação, colocando alguns favoritos e os candidatos ao rebaixamento, aqui. Citei o Bota e o Coxa no grupo de risco, com grande possibilidade de caírem pra Segundona. O Palmeiras era outro, entre os clubes mais tradicionais. Não tive sorte nem intuição. Foi a lógica. Um clube mal administrado e com grave crise financeira tem muito mais chance de ser rebaixado. É simples.
botafogo em crise
Mas o Botafogo ultrapassou os problemas de má administração. O dentista transformou o clube num caos. O Maurício Assumpção, até pouco tempo aclamado por grande parte da imprensa esportiva, cometeu todos os erros possíveis. E, com vocação pra político, joga a culpa nos outros e não enxerga suas falhas. Sua última cartada foi a rescisão do contrato de 4 jogadores. Deu em nada, ainda que a presença destes jogadores não ajudasse muito.

É bom lembrar que estes jogadores, e todo o restante, foram contratados pelo dentista. Ele, no ano que o clube voltaria à Libertadores, montou um elenco bizarro, juntando jogadores em fim de carreira, decadentes, empurrados por empresários e outros com baixíssimo nível técnico. O resultado não poderia ser diferente. Ou alguém acha que Airton, R. Souto, Carlos Alberto, Tanque Ferreira e afins são solução pra algo???

O Mancini tenta. Os jogadores se esforçam. Mas isso é pouco diante da trágica administração do M. Assumpção. Ele é o maior responsável pelo desastre. Talvez o único!

* * * * *

Se a torcida do Botafogo está desesperada com a volta pra Segundona, a do Palmeiras não deve se iludir muito. O time atual é bem fraco, independente do técnico ser X ou Y. O time ainda está na zona da confusão. Pode ser que escape, existem times piores. Mas vai ser com sofrimento. E muita coisa precisa mudar pro clube voltar aos dias de grandes glórias. Uma ou duas vitórias não garantem nada além de um pequeno fôlego.

* * * * *

Outra torcida que anda muito descontente é a colorada. Novamente o Inter pisa na bola e tropeça contra adversários de menor porte. Já vimos este filme. Mas, levar 5 da Chapecoense é pra deixar o torcedor furioso. Não dá! E o pior é que não acredito que a direção do Internacional faça grandes reformulações pra 2015. A contratação do Nilmar é sinal que vão continuar insistindo em jogadores caros e decadentes. Ou vão reforçar apenas o ataque. Já a defesa… Peneira total!

* * * * *

Sábado tem o joguinho entre a CBF e a AFA. Também conhecido como “super clássico das Américas”. Amistoso na China, no ninho de pomba bêbada. De manhã (aqui). É dose pra dromedário!

Sou do tempo em que os torcedores comemoravam a convocação de jogadores de seus times. Era uma honra pros convocados, um orgulho pros clubes. Os narradores de rádio viviam recomendando:
– Olho nele, * (técnico da seleção). O Fulano tá jogando muito. Amarelinha nele!

Pois agora a maioria respira aliviada quando um jogador importante não é convocado e não desfalca a equipe. Quanta diferença!

O pior é ver que o Dunga está pensando no agora. Vai tentar se garantir nesses amistosos de nada. Depois vai passar um sufoco nas Eliminatórias. E aí, em 18, levamos outra surra. Acho que já vi este filme.

Share Button

PostHeaderIcon A Regra Não É Clara

Antes da Copa de 14, e com a clara intenção de aumentar o número de gols, a d. FIFA soltou algumas recomendações aos árbitros. As recomendações surtiram efeito, ainda que questionável. Voltamos ao Brasileirão e a coisa foi levada ao extremo. Todo lance de bola na mão (ou mão na bola) virou falta (e pênalti). A intencionalidade é algo subjetivo e o soprador de apito interpreta como quiser. Na dúvida, é pênalti.

Passamos do país do pênaltis forjados para sermos o país da mão na bola. Como nunca antes na história deste país – já diria aquele barbudo famoso. E bem diferente do resto do universo conhecido. Até que, nesta semana, a FIFA resolveu avisar que não é bem assim. A recomendação, que não é regra, foi mal interpretada. E muito mal repassada. Volta tudo ao que era antes.

Pois é, colocaram a vaca na sala. E agora eles têm que tirar a vaca. Ainda bem. Caso contrário os jogadores teriam que jogar amarrados numa camisa de força.
juizes e erros
Eu, independente de qualquer recomendação esdrúxula, continuo achando que o juiz só deve soprar o apito quando um jogador leva o braço até a bola. Se ele move o braço na direção da bola, com ou sem intenção, é falta. E ponto final.

* * * * *

Ainda pelos lados da FIFA, linha dura. Mas a linha dura só vale para os clubes e empresários de jogadores pizza. Não vale pra própria FIFA. Resta ver se vão barrar mesmo os empresários que compram fatias de jogadores. E quando. E como.

Penso que a medida será benéfica para o futebol. Esses empresários não passam de aproveitadores. E a relação entre eles, clubes e jogadores, já foi além da promiscuidade. Sem falar que nossos clubes só perdem nestes negócios. Falo dos clubes, não dos cartolas. Mas vou esperar pela ação concreta contra os “investidores”, por enquanto é só uma intenção. E de intenções…

* * * * *

Depois do empate diante do São Paulo vi cresceram os elogios ao “melhor trabalho” de Luxemburgo nos últimos 5 anos, 158 dias, 3 horas e 44 minutos. É impressionante como a imprensa esportiva só analisa os resultados. E resultados que não são tão grandiosos assim. Falam de trabalho como se acompanhassem todos os treinos do Flamengo. Como se assistissem todas as preleções do Pofexô.

É claro que o Luxemburgo pegou o Fla na zona da degola. Também é nítido que deu uma organizada no time, especialmente na linha defensiva. Mas… Não tem muito mais. Sair da “confusão” não pode ser o objetivo de um grande clube. Mesmo com todos os problemas financeiros e esportivos. O Flamengo não pode pensar tão pequeno. O Flamengo é maior que o objetivo do Luxa.

Se a gente olhar a tabela, o Flamengo tem um desempenho similar ao Goiás. Mas vocês sabem o valor da folha salarial do Goiás? 1,5 milhão por mês. Sabem qual o teto salarial? É de 50 mil mensais.

Não estou desmerecendo o Goiás, ao contrário. O clube sempre teve um orçamento bem inferior ao dos grandes clubes. E sempre se segura na série A, vagando entre o 7º e 16º lugar. É um feito quase heroico. E coisa que grandes clubes não conseguem. Ainda que gastando 3 ou 4 vezes mais. Que sirva de exemplo.

* * * * *

Por outro lado, apesar de terem vencido na última rodada, SEP e BFR continuam correndo risco de rebaixamento. Um grande risco. Os motivos são muitos, começando pela direção dos clubes. É uma aula de erros. A única diferença entre os dois é que o Paulo Nobre tá bancando a conta do Palmeiras. Mas o empréstimo terá que ser devolvido. E aí o clube já compromete parte das receitas futuras. Se estiver na B…

Share Button

PostHeaderIcon Chuta, Meu Filho!

A coluna de hoje é no estilo curtinhas. Começando pela convocação do Dunga. Não existem mais os acertos unânimes ou os erros crassos. Eu não teria chamado o Hulk, Willian, Fernandinho e os laterais do Porto. Mas as alternativas não são muito melhores. Vivemos num futebol nebuloso. No reino da mediocridade (no sentido de real da palavra). E isso não é culpa direta do Dunga. Assim como não era culpa do Felipão ou do Mano. É a nossa realidade.

Por outro lado o Dunga chamou um meia de verdade, o Philippe Coutinho, o Miranda, Ricardo Goulart, Éverton Ribeiro e o Tardelli (que não é mais o 9 fixo). Não vou garantir que vão vingar; não sou vidente. Mas penso que merecem a oportunidade. Sendo que Miranda e Tardelli já deveriam ter sido convocados pelo Felipão.

De todo modo é uma seleção que não empolga. E assim será, até 18. Ou até mudarmos a estrutura do nosso futebol e a formação de jogadores.

* * * * *
ph ganso
Ontem o Ganso fez um gol, na vitória do SPFC sobre o Inter. E novamente surgiu o papo sobre ele entrar na área e ser mais ativo. Novamente o Muricy bateu nessa tecla. Mas não acredito que surta efeito.

Há alguns meses, num jogo onde o Ceni cedeu a cobrança de um pênalti para outro jogador, pensei em abordar o assunto. Mas haviam outros temas mais importantes. Hoje faço a pergunta: O que impede o Ganso de treinar e bater pênaltis, faltas ou chutar de longe? Nem precisa entrar na área, chuta de fora. Ele já pega bem na bola, basta treinar. A “mecânica” é parecida, entre lançar e chutar. Só precisa aplicar mais força e direção. Isso é coisa de treinamento. E o São Paulo precisa, o Ceni já está em vias de se aposentar. Quem vai ocupar a vaga de “cobrador oficial”?

Só como comparação, lembro do Rooney. Atualmente ele joga mais recuado. Mas continua com fome de goleador. Abriu um espaço e ele manda o canudo. Bate faltas e pênaltis. Nos caso de pênaltis o cobrador oficial é o Van Persie, mas na falta deste…

Até quando o PH Ganso vai ser o “Belo Antônio”??

* * * * *

O Palmeiras está numa sinuca de bico. Apostou num técnico argentino e na importação de jogadores. Uma aposta arriscada e que exige tempo. Mas o Brasileirão está quase na metade e a SEP está na lanterna. O tempo joga contra o Gareca e o elenco (apenas mediano).

A imprensa, que adora uma crise em clube grande, não cansa de falar na queda do Gareca. E no aparecimento de um salvador da pátria. Mas este filme nem sempre acaba bem. Demitir um técnico é fácil. Mas o que vão fazer com os jogadores que ele pediu? Será que o novo técnico vai trabalhar com o mesmo elenco?

* * * * *

A maioria das pessoas, mesmo os corintianos, não se deu conta do absurdo da venda do zagueiro Cleber. O defensor acaba de ser negociado com o Hamburgo, por 8 milhões de euros; com 0,00 pro Corinthians. É uma insanidade total!! O Corinthians, clube com maior receita do futebol brasileiro, traz um jogador da Ponte e aceita um contrato onde ele só tem ônus. Se fosse o Messi, vá lá. Mas era o Cleber, zagueiro da Ponte. Aliás, o Corinthians é que foi a “ponte”. Foi a vitrine pros empresários exibirem o jogador e lucrarem muito.

Espero, sinceramente, que alguém do Corinthians tenha levado uma grana por fora. Pois, se aceitaram o negócio como foi noticiado, é o fundo do poço da gestão “profissional”. 100% inadmissível!

* * * * *

Vocês perceberam a campanha maluca que o Botafogo está fazendo? Empatou com o Cruzeiro, Inter, Corinthians e venceu o Fluminense. Já na hora de enfrentar os últimos da tabela, é um fiasco total. Vai entender…

Share Button

PostHeaderIcon Normal e Anormal no Futebol

Não vou falar muito sobre o Romarinho. A besteira que ele declarou após o empate contra o Penapolense era esperada. Ainda que indevida. Ele está no padrão “boleiro cabeça oca”. Mas o Mano Menezes não pode fazer insinuações tão levianas como fez. É inadmissível! Foi um ato covarde, de quem usou a derrota de um rival para desviar o foco de seus erros e problemas. E o Corinthians tem coisas mais importantes pra cuidar do que fiscalizar o SPFC.

Felizmente o Edu Gaspar entrou no circuito e apagou o incêndio. Quem desclassificou o Corinthians foi o próprio Corinthians. O São Paulo já estava classificado, não precisava se aplicar 100% ou desgastar seu elenco. É óbvio! Ainda tivemos a tempestade e a boa atuação do Ituano. Mas eu concordo que não é normal o Ituano vencer o São Paulo, ainda mais no Morumbi. Mas também não é normal que o SCCP empate com o Penapolense ou perca do Bragantino. Se isso fosse um resultado habitual, os dois não seriam os clubes que são.
mano menezes
O normal, atualmente, é ver técnicos usarem cortinas de fumaça para desviar o foco. Perdem e tome falar da arbitragem, do campo, da chuva, da bola, da torcida… E o pior, isso costuma funcionar. Até entre o pessoal da imprensa boleira. Mas a torcida do Corinthians, a parte séria, deve se preocupar com a fase do time. O mau desempenho no Brasileiro do ano passado foi um aviso. O fiasco neste Paulistão é a confirmação. E a conversa mole do Mano não vai resolver nada. Tá na hora da direção agir.

* * * * *

Outro fiasco foi o desempenho do Botafogo no Carioca. Mesmo usando o time reserva e priorizando a Libertadores. Estas desculpas não justificam atuações tão ridículas. O clube não precisava ganhar o Carioca, mas também não precisava terminar em 7º ou 8º lugar. É vergonhoso. Nem se jogasse com o sub-21.

O desastre no Carioca vai trazer um bom prejuízo financeiro ao Botafogo. Ainda que poucos tenham se dado conta disso. Mas o fiasco também prejudicou a parte técnica de alguns jogadores que se “queimaram” no time B. Resta ver se um eventual “sucesso” na Libertadores vai amenizar a situação. Não acredito nessa hipótese.

* * * * *

Dia desses eu fiz uma previsão sobre o resultado dos clubes brasileiros na fase de grupos da Libertadores. Pensei que teriam mais facilidade, ao menos para classificar. Mas o desempenho não foi o esperado. O Botafogo e o Cruzeiro dependem de seus resultados em casa. Mas precisam vencer os 2 jogos. Ou vão se complicar muito. Já o Flamengo está com o alerta vermelho ligado. Precisa vencer no morro pra recuperar os 2 pontos que deixou escapar no Maracanã. Não será fácil. Nada fácil!

O CAM e o Grêmio estão em situação mais tranquila. Especialmente o time gaúcho, que tem um bom saldo de gols. Já o Atlético Paranaense tem uma situação curiosa. Não está mal, mas não tem conforto algum. As 2 vagas do grupo 1 estão abertas. Pode acontecer qualquer coisa.

Share Button

  • Enquete

    • Qual clube corre mais risco de rebaixamento?

      Veja Resultados

      Loading ... Loading ...