PostHeaderIcon Caçadores do Centroavante Perdido



A semana passada foi meio surreal no terreno esportivo. Ou muito real, um choque de realidade. Tanto que vou destacar 2 fatos muitos particulares ao nosso “mundinho boleiro”. O primeiro é a busca pelo 9 perdido.

Bastaram 8 minutos em campo e Adriano voltou à pauta. Sim, falo do Adriano Imperador, inativo e aposentado. Ele nada fez na estreia pelo CAP. Mas isso pouco importou para a imprensa boleira. E seu nome já está no rol dos candidatos ao posto de 9 na seleção do Felipão. Só como exemplo: o Jogando Em Casa do dia seguinte passou uns 40 minutos debatendo o fato e apoiando (com 2/3 dos votos) sua presença na Copa.
charge Felipão e Fred
A citação do Adriano é um sintoma grave. A doença se chama abstinência crônica de centroavantes e vem atacando vários clubes brasileiros. Essa abstinência também repercute na imprensa e provoca graves e variadas alucinações nos comentaristas e debatedores. Eles sonham com o Fred em plena forma e resolvendo a parada lá na frente. Mas logo chega o pesadelo das contusões sem fim. Cadê o Damião? Sumido, sumido… E o Jô? Dá pra apostar tudo no Jô? Ou no Diego Tardelli? Será que o Walter abocanha essa vaga aberta? Pato, Luis Fabiano, indagam os mais desesperados!! Hernane Brocador, imploram os flamenguistas. Alan Kardec, bradam os teóricos e palestrinos. E se o He-Man desandar a fazer gols pelo Inter? E o Bill (que não é cigarro), por onda anda o Bill???

O fato concreto e cimentado é que ninguém sabe o que passa pela cabeça do Scolari. Ele deixa pistas: “… Está frioEstá quente…” E os debatedores das mesas redondas e ovais entram em parafuso. Tudo por culpa da abstinência crônica de centroavantes confiáveis e competentes. Um indivíduo competente, foi lá e deixou o dele… Como diria aquele antigo narrador esportivo.

Acho que isso é castigo. Sempre tivemos camisas 9 em quantidade e qualidade. Agora estamos na escassez. Ou entressafra, segundo os especialistas em Roça & Campo. Oh, que saudades de outrora… Mas e agora? Vamos ver nossos vizinhos e rivais? A maioria tem. E a gente sem!

O brasileiro aprendeu a desdenhar dos outros (especialmente no futebol; até pra compensar outras fraquezas). Mas os 9 da Argentina jogariam no nosso escrete canarinho. Falcão Garcia também; até engessado. O Chicharito Hernandez é médio, mas jogaria. O Benzema quebraria o galho; o Giroud é mais difícil. O Ibrahimovic, que vai assistir pela TV, serviria com folga. Van Persie vem, mas também ajudaria. O mesmo se aplica ao Lewandowski e Mandzukic. O Rooney e o Gajo, mesmo sem jogarem como 9 fixos, resolveriam a vida da nossa seleção. Até a Espanha, com 3 opções de 9, está melhor que a gente! Barbaridade, barbaridade… Isso é um tapa na cara do futebol pentacampeão. Ou eu tô errado?

* * * * *

O final de semana também foi bizarro no entorno do campo. Tivemos cachorro em campo. Falta de gente nas arquibancadas – até nos clássicos estaduais. E nova ameaça de problema estrutural numa das arenas da Copa. O Beira-Rio está pronto; mas falta a parte externa. A Arena da Baixada está quase parando, falta dinheiro.

O Beira-Rio deve receber uma verba extra e concluir as obras no entorno. Já em Curitiba, que não é a cidade da presidente, o risco é real e o Paraná pode ficar sem a Copa. Sem a maior copa de todos os tempos, segundo a propaganda governamental. Sem o Fuleco, sem Aldo, sem Blatter e sem o padrão FIFA. (Que sorte!)

Aliás, aquele cachorro em campo (no Pará) está no padrão FIFA? É um cão de raça ou sem pedigree? Estava vacinado? Estava livre de pulgas? Fará parte do legado da Copa? Ou é apenas um retrato do nosso futebol vira-lata?

Share Button

5 Respostas para “Caçadores do Centroavante Perdido”

  • Alexandre Rodrigues Alves disse:

    O que me incomoda é o fato de usarem um jogo para tentarem fazer uma polêmica e até mesmo criticar o Felipão caso ele não convoque o redivivo Adriano. O pior é que, se ele levar o cara (o que acho MUITO improvável, para não dizer impossível) muitos do que levantaram a bola agora, criticarão essa escolha ousada do técnico.

    Temos de ver que muitos centroavantes teoricamente bons estão em má fase (alguns em prolongada má fase, casos de Pato, Damião…) Ou seja, até temos alguns nomes em quantidade. Aí porém podemos perguntar: nós (generalizando) exageramos em exaltar demais os caras cedo demais? A mídia provavelmente não fará esse mea-culpa, mas eu penso que a resposta é sim. Como você disse, em muitos países não temos uma fartura tão grande de pretensos talentos, mas em algumas posições em campo estão mais bem servidos do que nós.

    Será que o pessoal do CAP vai dizer que a culpa de passarem esse aperto para que o estádio deles esteja na Copa é do São Paulo? (choram a Libertadores de 2005 até hoje…). São Paulo Futebol Clube aliás que, pelo visto, já está de bem com a CBF/FIFA e quem quer que seja e vai sediar o último amistoso do Brasil antes da Copa, mesmo com o Morumbi sendo alijado da competição. Parece que não existe mágoa quando todos, no fundo, são iguais.

    Quem quis que a Copa fosse com 12 sedes foi o Brasil, a FIFA não exigiu isso de forma oficial pelo menos. Nós aceitamos e queremos protestar só depois que o $ já foi gasto…Complicado…

  • renan disse:

    Vivemos a era dos “falsos 9”, que de tão falsos não existem. Eu não creio que Fred tenha o necessário para competir numa Copa do Mundo.
    Acho que ao invés de perder tempo procurando um cara que não existe o Felipão poderia ter montado um esquema pra jogar sem o tal 9. Muitos times hoje jogam assim e com grande sucesso.
    Allan Kardec, Jo, Hernane (Deus me livre) não são jogadores com calibre de Copa. E Copa do Mundo não é Copa das Confederações.

  • Marco disse:

    Renan, tendo um 9 “bão”, eu usaria sem dúvida alguma. Até o Drogba (que esqueci de citar) é melhor que todos os “selecionáveis” (palavra fora de moda atualmente) do Scolari.
    Não tendo um 9 pra valer, aí sim faria um ataque alternativo, como você disse.
    Abraço

  • Alexandre Rodrigues Alves disse:

    Eu acho o Fred um bom centroavante, em condições físicas tem técnica e capacidade de jogar pelo Brasil na Copa. O problema passa um pouco pela imagem que ele passa de folgado, de cara que não se esforça tanto e se machuca muito. Mas em condições normais seria o meu escolhido também, aí entrando um pouco no que o Marco disse, não temos uma oferta tão grande assim. Os outros que o Renan citou são mesmo de medianos para baixo.

  • renan disse:

    A questão é essa Marco! O tal 9 até que existe mas nenhum deles está em condições.
    Eu nem citei Pato e Damião pois preferi citar as alternativas ventiladas pela mídia. Mas não tenho dúvias de que essa era a Copa para os dois estarem entre os selecionados.
    Assim como também acredito que o tal Imperador, caso fosse um atleta sério e não um desequilibrado, faria a sua despedida das Copas em grande estilo em 2014….mas são muitos “ses”, “mas”, “poréns”….


  • Enquete

    • Qual clube corre mais risco de rebaixamento?

      Veja Resultados

      Loading ... Loading ...