PostHeaderIcon O sorteio da Copa e as trapalhadas da FIFA



Finalmente na última sexta (6/12) foi realizado o sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2014. Nem falarei muito do evento, que muitas vezes é enfadonho em sua duração. Além disso a melhor atração dele foi a presença da estonteante Fernanda Lima na apresentação. Mas o fato é que depois de muitas especulações sobre grupos da “morte” ou da “vida”, o caminho de cada seleção foi definido. O que chama a atenção porém é que muitas dessas perspectivas de grupos ou até mesmo situações absurdas estão ligadas aos equívocos (programados ou não) da FIFA. Fernanda Lima bola parada

Começa com o absurdo de “mudar” até mesmo a geografia dos países, como no caso da Austrália; o país da Oceania teve aceito seu pedido de atuar nas Eliminatórias asiáticas. Além disso, mesmo com um torneio de 32 seleções, a entidade resiste a dar uma vaga direta para o continente das ilhas, fazendo com que a Nova Zelândia tenha de disputar uma repescagem contra alguma equipe quase que invariavelmente mais forte, como foi o caso nesse ano contra o México.

No caso específico da Copa realizada no Brasil as coisas estapafúrdias já começam com a quantidade de cidades-sede. Até mesmo Carlos Alberto Parreira, funcionário quase eterno da CBF, criticou recentemente a escolha de Manaus para ser uma das sedes dos jogos, sendo aí algo feito em conluio entre a FIFA e o governo brasileiro, que quis politicamente contemplar o máximo de cidades, mesmo que algumas tenham pouca estrutura e quase nenhuma tradição no futebol. Nem vou falar tanto dos atrasos das obras já falei sobre isso neste texto. Agora mesmo, após a divulgação dos jogos, a FIFA “descobriu” que faz calor no Brasil e desandou a mudar horários de jogos previamente marcados a algum tempo. Com a definição das partidas procura-se atender as TVs principalmente da Europa, mas olha-se pouco para o torcedor que vai aos jogos, para os jogadores que terão de atuar no alto calor (pois os jogos das 13 horas ainda não foram alterados) e principalmente para o nível técnico das partidas, que muitas vezes fica abaixo do desejado.

Depois temos o caso dos “cabeças de chave”. A FIFA mantém um ranking que normalmente é desprezado durante a maioria do tempo, mas que de duas Copas para cá, começou a ser utilizado como critério para a definição dos times do “primeiro pote” do sorteio. Com isso, o que deveria ser algo positivo para o índice técnico do torneio, causa distorções incríveis como o fato de termos um grupo de primeira fase com 3 campeões mundiais, como teremos agora em 2014, com Uruguai, Itália e Inglaterra. Para mim é claro que os dirigentes da FIFA observam a Copa como um produto e tentam criar uma atração logo na primeira fase, mesmo que, para isso, os melhores times sejam sacrificados como certamente acontecerá nesse grupo, pois uma grande seleção cairá fora logo na fase classificatória. grupos Copa bola parada

Mesmo assim, pela magia do futebol, os erros e absurdos feitos pelos organizadores são deixados um pouco de lado (sem serem esquecidos) para quem gosta do esporte. Sobre os grupos, quando estivermos mais próximos ao início do torneio, faremos aqui uma análise mais detalhada de cada Seleção. Mas já posso dizer que o grupo do Brasil, com Croácia, México e Camarões é interessante para se preparar para as oitavas de final; não é fraco mas é bem acessível; lembrando que o time do México, teoricamente, não existe ainda, pois o treinador Miguel Herrera deve trazer de volta alguns estrangeiros que não jogaram a repescagem, mas terá poucos jogos para formatar o time; a Croácia é instável, e Camarões sintetiza a bagunça do futebol africano; alguns bons jogadores, mas muita desorganização. O que pode complicar para o time de Felipão é o confronto das oitavas de final que pode ser contra Espanha ou Holanda.

Argentina, França e Bélgica pegaram um bom caminho na primeira fase, mas penso que a Alemanha, se mantiver o nível do seu futebol, não sentir o calor em demasia e não falhar em momentos decisivos, é o time com mais condição técnica de se sobressair, ainda que tenha pego um grupo bem equilibrado com Portugal, Gana e EUA.

O nível técnico da maioria das seleções classificadas é bom. Se a FIFA deixar e os jogadores chegarem com o mínimo de condição física adequada, a Copa promete bons jogos. Dentro de campo a coisa pode ir bem. Já fora…

Share Button

2 Respostas para “O sorteio da Copa e as trapalhadas da FIFA”

  • Marco disse:

    Acho que a bagunça no sorteio, divisão continental, e escolhas de cidades sede é pouco perto do que pode/vai ocorrer na Copa.

  • Alexandre Rodrigues Alves disse:

    Em relação aos protestos acho bem possível que eles ocorram, não será surpresa; precisamos ver a intensidade; sobre o problema aéreo, acho que podem tentar fazer alguma “gambiarra” para a coisa andar, como vão fazer nas cidades, que é dar feriado para todos. Sobre a violência, como vimos hoje em Joinville, também temos de ficar espertos quanto a isso, não seria uma surpresa se alguns lunáticos arrumarem confusão nos estádios.


  • Enquete

    • Qual clube corre mais risco de rebaixamento?

      Veja Resultados

      Loading ... Loading ...