Get a site
Arquivos
Busca
Nossa Newsletter
Bola Parada Feed

Destaques
Kalinka Schutel, a Repórter Gata

Kalinka Schutel, a Repórter Gata

Vamos aproveitar este espaço, entre o feriado e as finais dos Estaduais, e falar das nossas maravilhosas Musas do Esporte. Nossa lista é grande e ...

Veja mais

11 Motivos Para Ser Um Tenista e Não Jogador de Futebol

11 Motivos Para Ser Um Tenista e Não Jogador de Futebol

Temos uma nova lista de 11. Mas esta é bem diferente das anteriores, de melhor isso ou pior aquilo. Eu e o Alexandre resolvemos incentivar ...

Veja mais

Libertadores: Alívio, Classificação e Pedreiras

Libertadores: Alívio, Classificação e Pedreiras

E no fim das contas os 5 times brasileiros da Libertadores conseguiram passar de fase na competição Sul-Americana. Mesmo que sem jogar um futebol maravilhoso ...

Veja mais

Finais Improváveis

Finais Improváveis

Não se espantem com o título da coluna. Final improvável é a do Mineiro, onde a Caldense vai decidir com o Galo. No Gaúcho tivemos ...

Veja mais

Demissão Simbólica

Demissão Simbólica

Não tenho idade para ter escutado alguns dos grandes nomes do rádio esportivo brasileiro. Muitos deles como Mário Morais, Geraldo José de Almeida, Pedro Luiz ...

Veja mais

Momentos Decisivos da Champions

Momentos Decisivos da Champions

É chegada a hora da fase de quartas de final da UEFA Champions League. Depois da fase de classificação tivemos a disputa das oitavas de ...

Veja mais

PostHeaderIcon Kalinka Schutel, a Repórter Gata

Vamos aproveitar este espaço, entre o feriado e as finais dos Estaduais, e falar das nossas maravilhosas Musas do Esporte. Nossa lista é grande e a cada dia aparece um novo reforço. Melhor sobrar que faltar, não é?! Muito bem…

A musa de hoje é uma lindíssima repórter da Band, a catarinense Kalinka Schutel. Lembro dela na Copa de 14. Chamou a atenção, além da enorme beleza, pelo jeitinho meigo e cativante. A Kalinka é uma gatinha, e uma gatona. Nem o óculos é problema; ao contrário. Problema mesmo é ter que assistir as transmissões da Band pra ver a beldade. Aí é forçar a barra.

Mas a Kalinka não tem nada com os problemas da emissora. Só é culpada por ser linda. Apreciem:

Share Button

PostHeaderIcon 11 Motivos Para Ser Um Tenista e Não Jogador de Futebol

Temos uma nova lista de 11. Mas esta é bem diferente das anteriores, de melhor isso ou pior aquilo. Eu e o Alexandre resolvemos incentivar a prática do tênis. Chega desse hábito dos pais, matriculando os filhos em escolinhas de futebol e torcendo pro garoto virar um craque. Coloquem seus filhos pra treinar tênis. As vantagens são inúmeras. Tivemos que fazer força pra listar apenas 11.

Leiam a nossa lista e depois digam se concordam ou se “disconcordam”. Mas pensem bem antes de responder. Um tenista pode fazer uma partida de duplas com a Maria Sharapova, a Caroline, a Aninha. Já o boleiro…
wallpaper roger federer

  • 1- O tenista não tem o passe fatiado e não depende de cartolas ou de 10 colegas de time.
  • 2- O tenista fica com quase toda a grana que recebe.
  • 3- O técnico do tenista não ganha e aparece mais que ele.
  • 4- O tenista não fica ouvindo pagode/sertanejo antes dos jogos.
  • 5 – O tenista não bota a culpa na arbitragem após cada derrota.
  • 6- O tenista não fica beijando o escudo da camisa ou dizendo que venceu por causa da torcida.
  • 7- A categoria feminina do tênis é 10 vezes mais deliciosa que a do futebol.
  • 8- O tenista não é obrigado a falar em cada entrevista que “o grupo está unido” ou “o time está focado”.
  • 9- O tenista pode reclamar e quebrar a raquete e não leva cartão amarelo nem é expulso por isso.
  • 10- O tenista tem uma segunda chance após um saque errado.
  • 11- O torcedor de tênis não passa a partida xingando, brigando ou destruindo a arquibancada.
Share Button

PostHeaderIcon Libertadores: Alívio, Classificação e Pedreiras

E no fim das contas os 5 times brasileiros da Libertadores conseguiram passar de fase na competição Sul-Americana. Mesmo que sem jogar um futebol maravilhoso Inter e Cruzeiro conseguiram avançar liderando seus grupos. O Corinthians depois de ser muito exaltado pela mídia de modo geral, mostrou queda de rendimento no últimos jogos, mas se classificou em primeiro lugar sem maiores problemas. E de forma complicada e um pouco dramática São Paulo e Atlético/MG avançaram no apagar das luzes da primeira fase. são paulo libertadores 2015 bola parada

O time paulista não resolveu grande parte dos seus problemas. Continua sem treinador depois da saída de Muricy e Milton Cruz é um interino em quem praticamente ninguém confia como técnico principal (eu inclusive). O time continua lento na saída de bola e sem grande segurança defensiva nas laterais. Continua a confiar num jogador (Luis Fabiano) que pode deixar o time na mão a qualquer momento ao ser expulso por uma bobagem, como foi o caso no clássico contra o Corinthians. Em que pese ele ter feito o primeiro gol da partida, não dá para acreditar que ele sempre será decisivo. Ao menos no jogo em que valeu a classificação o time mostrou mais vontade e conseguiu acuar o alvinegro em seu campo, mesmo antes da (injusta) expulsão de Emerson Sheik. Hudson e Michel Bastos, os melhores jogadores do time no ano, foram bem mais uma vez.

Agora o Tricolor pega o Cruzeiro, equipe que tem um histórico de resultados ruins contra os paulistas, ainda que o time azul já tenha vencido o duelo entre os dois na Libertadores de 2009. O Cruzeiro ainda está se remontando após perder os seus três principais jogadores no início do ano (Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart e Lucas Silva). Veio o uruguaio De Arrascaeta, que tem confirmado os prognósticos otimistas e vem jogando muito bem; além do que Leandro Damião recuperou, surpreendentemente, o seu faro de gol e tem feito os seus. Porém o time não mostra uma consistência no seu futebol e as outras opções do elenco ainda estão devendo melhor desempenho. É um confronto bem equilibrado, ainda que o Cruzeiro tenha um trabalho mais consistente no banco de reservas com o Marcelo Oliveira. Vai depender muito do que o São Paulo vai fazer, quem vai comandar o time e se o futebol de maior esforço mostrado contra o Corinthians será o suficiente, já que algumas boas opções de banco como Boschilia e Centurión não vem sendo tão usados como poderiam…

*****

O Corinthians deu a impressão em algum momento da partida de estar satisfeito em estar perdendo de 2×0. Com esse placar o time não enfrentaria mais o Atlético/MG e sim o Guarani do Paraguai. Evidentemente que, no papel, é muito melhor pegar a equipe paraguaia, mas isso denota aquela velha arrogância brasileira contra rivais não-argentinos e/ou uruguaios quando se trata de Libertadores. O Guarani derrotou o Racing na primeira fase, ou seja, não é uma equipe que possa ser desprezada de véspera. Além disso o time corinthiano precisa encontrar alternativas para alguns defeitos. A bola aérea defensiva mostra um lado vulnerável do time de Tite e a ausência de Guerrero tem sido péssima para a equipe, pois o poder de decisão cai consideravelmente.

Acho que os elogios ao Corinthians nos últimos tempos foram exagerados. Muito pelo estilo da mídia de supervalorizar tudo que acontece nos “times do povo” como são o alvinegro paulista, o Flamengo, o próprio Atlético/MG…Mas não podemos negar que é uma equipe com condição de ir bem no torneio continental, desde que não ache que é auto-suficiente.

*****

O Atlético/MG vive novamente um bom momento. Mostra-se confiante e possui um time que luta por cada bola. O placar do jogo contra o Colo-Colo não reflete a superioridade que teve contra os chilenos. Possui um jogador incansável (Luan), um bom armador (Dátolo) e um centroavante perigosíssimo (Pratto). É um adversário indigesto para qualquer um. Só que a defesa do time, com exceção do goleiro Victor, não acompanha o nível do restante do time. E agora terá de construir o resultado primeiramente em casa contra um adversário também muito forte. internacional porto alegre atlético mineiro bola parada

Mesmo sendo muito criticado pela mídia, Diego Aguirre vem fazendo um trabalho interessante no Inter de Porto Alegre. A rotação do elenco, tão comum nos plantéis europeus, vira caso de intensa discussão aqui no Brasil (sem necessidade). Depois de um início preocupante, a equipe mostrou-se mais consistente e mostra a evolução de alguns jovens como Eduardo Sasha e Valdívia (o que não é chileno…), além da presença importante de D’alessandro e Alex. É mais um confronto complicado, até porque o limite desse time atleticano parece ser meio desconhecido…

*****

Além dos confrontos brasileiros, teremos Boca Juniors e River Plate logo nas oitavas, o que anula praticamente todo favoritismo que os Xeneizes pudessem vir a ter por terem feito a melhor campanha…O Racing é quem tem um confronto, em tese, mais tranquilo, contra o Montevideo Wanderers, assim como o Tigres do México, que pega o Sucre da Bolívia. De toda maneira é uma competição equilibradíssima, pois ainda temos mais equipes que podem complicar para os chamados favoritos, como o Santa Fé, o Estudiantes (que não fez uma grande primeira fase, mas pode crescer na competição) e o Nacional de Medelín. tabela libertadores 2015 bola parada

Só para terminar com um registro desagradável: A torcida do São Paulo que foi ao Morumbi resolveu imitar os corinthianos que gritam “Bicha!” toda vez que Rogério bate tiro de meta em partidas com mando do Corinthians. Fizeram o mesmo com o goleiro Cássio. Prova definitiva que imbecilidade e burrice não escolhem cor de camisa ou time para existir…

Share Button

PostHeaderIcon Finais Improváveis

Não se espantem com o título da coluna. Final improvável é a do Mineiro, onde a Caldense vai decidir com o Galo. No Gaúcho tivemos a final de sempre, tudo dentro das condições normais de temperatura e pressão. No Rio e em São Paulo a imprensa apontava Corinthians e São Paulo numa final e Fla e Flu na outra. Até com alguma razão. Em Janeiro nenhum torcedor do Santos, Palmeiras, Vasco e Botafogo confiaria em ver seu time na final. Talvez um ou outro mais fanático. Ou desinformado. Por este aspecto as finais no Rio e São Paulo também são inesperadas. Improváveis numa análise inicial.
palmeiras na final
O Palmeiras de hoje é totalmente diferente do ano passado. Hoje tem um time, bom. E ainda pode melhorar, alguns jogadores mal entraram em campo e no Brasileiro o grupo deve estar mais completo. O Santos foi mais surpreendente. Começou o ano destroçado, perdendo jogadores e devendo salários. Mas juntou alguns veteranos com a base e deu liga. Dos 4 paulistas é o que tem mostrado um futebol mais bonito e objetivo. O oposto do São Paulo, desorganizado e burocrático. Esse sim, uma grande decepção.

O Corinthians fez um bom Paulistão. Só não dá pra aceitar o Tite culpando o calendário e até a Globo pela eliminação. O calendário é o mesmo, cada um carrega sua cruz. Praticamente todos os clubes vão ter seu momento de reclamar das datas espremidas e das longas viagens. Já o horário do jogo… Beira o ridículo achar que 2 horas fariam tanta diferença pro time. Mimimi detected!

* * * * *

Este Campeonato Carioca foi um dos melhores dos últimos tempos. Mas foi estragado pela cartolagem e pelas briguinhas nos bastidores. E vou deixar bem claro: Todos são culpados. Culminando com a tradicional teoria da conspiração lançada pelo Bandeira de Mello, dizendo que a FERJ armou a final entre Vasco e Botafogo. Se ele sabia dessa conspiração, deveria ter dito antes, não após a eliminação do Flamengo. Ou poderia ter tirado o time de campo naquele clássico da mordaça, junto do Fluminense. Eu disse isso na coluna após o jogo.

Erros de arbitragem acontecem em todos os jogos. E o Flamengo é mais ajudado que prejudicado por esses erros. Basta ver a ficha corrida e analisar. Será que naqueles anos todos a FERJ também armava pro Flamengo ser campeão?

Estranho também foi ver alguns jornalistas esportivos chamando a arbitragem de Botafogo e Fluminense de desastrosa, vergonhosa e outros adjetivos do tipo. Ainda juntaram a punição do Fred pra reafirmar a teoria da conspiração. Eu vi um erro do bandeirinha, no 1º gol do Bota. E só! Nos 2 jogos o tricolor teve 2 pênaltis, corretos. Se a arbitragem fosse mal intencionada não teria marcado os pênaltis. Sem falar que o regulamento, pessimamente redigido, anulou a vantagem do Botafogo por ter vencido a Taça Guanabara.

Dentro de campo o Flu teve uns 30 minutos de total supremacia física. Alguns jogadores do Bota se arrastavam em campo. Literalmente! Mas o Fluminense não teve competência para empatar e passar pra final. O Frederico fez falta. Mas isso não tira o mérito da equipe alvinegra, que lutou heroicamente pelo resultado. Só mesmo pela garra, tecnicamente está abaixo dos rivais.

* * * * *

Não quero fazer previsões sobre as finais dos Estaduais. Mas é notório que o Vasco e Palmeiras estão mais carentes de títulos. Precisam mais. Em Minas até seria “divertido” ver um clube pequeno quebrando a hegemonia do Galo e da Raposa.

* * * * *

Eu não queria misturar os assuntos, futebol e mídia, mas preciso falar algo sobre a saída do Esporte Interativo da Claro TV. Não era esperado. Mas faz sentido se pensarmos que o canal, agora com a UCL, tá exigindo reajuste no valor que recebe das distribuidoras de TV. A conjuntura atual não permite tais repasses. E as distribuidoras não vão aceitar bancar esse aumento nos custos. É a eterna disputa comercial, onde cada lado tenta ganhar mais. Ocorre em todos os segmentos.

Muita gente, neste vasto território da internet, já coloca a culpa na Globosat. Todos entendem de tudo e sabem o que se passa nos bastidores das disputas comerciais. Mesmo morando em Arapiraca. Pode até ser que tenha o dedinho da Globosat nessa história. Não existem santos nesse meio. Ninguém faz filantropia e todos querem lucrar mais. Então eles que se acertem.

Mas é bom lembrar que a Claro TV e o EI já foram parceiros de longa data. A emissora até fez campanha de vendas pra Claro TV. Eu disse vendas, não meros anúncios. E agora tá assim, fora das 3 maiores distribuidoras. Alguém vai ter que ceder.

Share Button

PostHeaderIcon Demissão Simbólica

Não tenho idade para ter escutado alguns dos grandes nomes do rádio esportivo brasileiro. Muitos deles como Mário Morais, Geraldo José de Almeida, Pedro Luiz entre outros que brilharam nos anos 50 e 60 já nos deixaram a algum tempo e não tive a oportunidade de ouvi-los ao vivo. Era a chamada época romântica das rádios, em que havia certamente paixão nas narrações e comentários, mas também havia espaço para a seriedade e sensatez nas análises.

Um dos representantes dessa fase especial do rádio ainda continua na ativa. Cláudio Carsughi é um nome respeitabilíssimo nas análises sobre futebol e automobilismo e estava até no começo dessa semana veiculado à rádio Jovem Pan de São Paulo, emissora pela qual trabalhou por incríveis 58 anos! Eu digo que trabalhou pois Carsughi foi demitido da Jovem Pan de forma sumária, isso logo após participar normalmente da programação de segunda-feira. Foi despedido sem direito à uma despedida digna de alguém que serviu por tanto tempo a um local de trabalho. cláudio carsughi bola parada

De saída podemos dizer que esse caso escancara a falta de respeito com quem tem mais idade em qualquer setor de trabalho. Com o passar do tempo as pessoas se tornam descartáveis, mesmo ainda sendo produtivas e se mostrando bons profissionais, como é o caso de Cláudio Carsughi. Porém, no caso específico do jornalismo, vemos algumas situações se acentuando. Primeiro é o próprio desmonte da profissão como um todo. Cada vez mais vemos redações serem reduzidas e jornalistas, mesmo os formados, sendo demitidos.

A questão é que para substituí-los temos visto cada vez mais ex-jogadores, palpiteiros, humoristas sem graça e todo o tipo de gente tomando o lugar de profissionais sérios. O que conta hoje é chamar a atenção e “causar”. Carsughi não é desse tipo e, num momento de mudanças da emissora, talvez foi mais fácil demitir alguém como ele do que o novo “comentarista” da rádio, o ex-jogador Vampeta, que é conhecido apenas por fazer piadinhas, muitas delas de mau gosto. O contraste entre os dois dá a medida da situação atual da profissão.

Vi algumas pessoas sugerindo a contratação de Carsughi por outras rádios ou mesmo televisões. Lembro dele trabalhando na ESPN Brasil a alguns anos atrás comentando automobilismo no finado programa Limite e futebol no Linha de Passe. Porém, com o momento atual da emissora e sua nova linha editorial, seria muito mais fácil imaginar a contratação de um Vampeta para contar suas piadinhas do que alguém da qualidade de Cláudio Carsughi. É uma pena, pois é uma situação que deveria servir de reflexão para os rumos da própria profissão. Provavelmente voltaremos ao tema por aqui, ainda que sem grande esperança de mudança…

Share Button

PostHeaderIcon Momentos Decisivos da Champions

É chegada a hora da fase de quartas de final da UEFA Champions League. Depois da fase de classificação tivemos a disputa das oitavas de final, onde pelo menos um favorito ficou pelo caminho. O Chelsea de José Mourinho não conseguiu vencer o PSG em dois jogos, empatando as duas partidas e sendo eliminado nos gols marcados fora de casa. O clube inglês tem uma boa equipe base, mas se mostra ainda com um elenco pouco recheado para ser considerado um time acima de qualquer suspeita. Aliás o futebol inglês não vive um momento de brilhantismo, haja vista que não temos equipes da terra da Rainha nas quartas de final. Mas sem mais delongas, vamos a uma pequena análise dos 4 confrontos dessa fase:

real madrid atlético de madrid bola paradaATLÉTICO DE MADRID X REAL MADRID: O time de Diego Simeone não mostra a mesma facilidade para vencer alguns jogo s como aconteceu na temporada passada. Tem ficado mais longe de Barcelona e Real Madrid no Campeonato Espanhol e sofreu para vencer o Bayer Leverkusen nas oitavas da UCL. Porém contra o Real Madrid consegue na maioria das vezes encaixar seu jogo de força física e bola aérea, além de contar com o bom reforço do atacante francês Griezzman. Porém o Real Madrid está mais completo nesse momento da temporada. As voltas de Modric e James Rodríguez dão mais opções para Carlo Ancelotti e, mesmo não jogando o mesmo futebol da primeira metade da temporada, o time merengue tem um ligeiro favoritismo. PALPITE: REAL MADRID.

JUVENTUS X MÔNACO: Por mais que tenha uma boa defesa na competição e alguns jogadores de qualidade e experiência como João Moutinho e Berbatov, o Mônaco era o “adversário dos sonhos” para os outros postulantes ao título europeu. Quase se complicou em uma classificação ganha contra o Arsenal e agora entra em clara desvantagem contra a Juventus. O time italiano não chega a ser brilhante, mas é consistente e conta com Tevez em ótima fase. Seria uma grande zebra a classificação francesa no meu modo de ver. PALPITE: JUVENTUS

psg barcelona bola paradaPSG X BARCELONA: O time francês não joga um futebol brilhante, mas ainda têm a chance de vencer os 4 títulos que disputa na temporada (já venceu a Copa da Liga Francesa no sábado…) Claro que o nível discutível do Campeonato Francês ajuda nessa chance, mas o time de Laurent Blanc mostrou contra o Chelsea algo que andava em falta na equipe, desde a injeção de dinheiro árabe em Paris: raça. Se isso se repetir, pode complicar o jogo para o Barcelona. O problema para os franceses é que o time catalão se acertou na temporada. Se não é brilhante como na época de Guardiola (ainda que tenha dado um show no jogo de volta contra o Manchester City), a equipe de Luis Enrique tem velocidade e um trio de ataque muito forte. Larga com certo favoritismo. PALPITE: BARCELONA

PORTO X BAYERN DE MUNIQUE: O Porto vem com uma equipe jovem treinada pelo espanhol Julen Lopetegui. Tem como destaques o brasileiro Casemiro e o argelino Brahimi no ataque. Eliminou de forma tranquila o Basel da Suíça. Mesmo assim tudo isso parece pouco para encarar o Bayern de Guardiola. O time alemão vem sofrendo com contusões, como as de Alaba, Ribéry e Robben, mas mesmo assim possui tantas opções no elenco que continua jogando um grande futebol. Se não houver surpresas, deve passar. PALPITE: BAYERN

Share Button
Página 1 de 4512345...102030...Última »



  • Enquete

    • Quem vence a Champions League?

      Veja Resultados

      Loading ... Loading ...